Tuesday, May 31, 2005

Lena d'Água 2005, Hot Clube







fotos do Z

37 comments:

AmigaTeatro said...

...ahhh... que garra!!!

:)***

techno25000 said...

Bom dia a todos! Bom dia Lena!

Bom, apesar de tudo, de toda a injustiça que rodeou o projecto dos "Humanos", ontem lá acabei por ir ver o concerto. Acho que qualquer homenagem ao António é de louvar e por isso o fiz.
De entre os 3 vocalistas q compõem os "Humanos", curiosamente a Manuela foi a que ficou mais "apagada" (à excepção de "A teia" e do dueto com o D.Fonseca num curioso cover dos Sparks "This town ain't big enough for the both of us"), não sei se de propósito ou se foi pelo facto dos arranjos das músicas que cantou não serem os ideais (o caso de "A culpa é da vontade" é o mais evidente). Quem brilhou foram os outros 2.
Ontem tive a sensação que finalmente o António foi compreendido por todos quanto assistiram ao espectáculo. Havia nas pessoas uma alegria imensa e uma necessidade urgente de se libertarem e cantarem as músicas que os acompanharam ao longo da vida e para provarem o quanto se calhar gostaríam que o António estivesse ali a cantá-las. Como seria se o António estivesse hoje vivo?
O António ja não está entre nós mas ontem quase q a sua presença se fez notar naquela sala esgotada do Coliseu. Dito isto, só tenho uma coisa a acrescentar: Grande CAMANÉ!!!!! O António esteve sempre presente na voz deste grande cantor.

chOURIÇO said...

Posso dizer, orgulhosamente, que estive no Hot Clube nesses dias.

E foi muita bom.

:)




Bons dias.

techno25000 said...

Quero é viver

Vou viver
até quando eu não sei
que me importa o que serei
quero é viver

amanhã
espero sempre um amanhã
e acredito que será
mais um prazer

e a vida
é sempre uma curiosidade
que me desperta com a idade
interessa-me o que está para vir

e a vida
em mim é sempre uma certeza
que nasce da minha riqueza
do meu prazer em descobrir
encontrar, renovar, vou fugir ao repetir

António Variações

Ontem cantado por Camané

contraluz said...

para quando uma actuação no Porto?

lena said...

grande camané, sim! :))

contraluz, espero que demore menos do que os muitos anos que levo sem lá cantar!!!
depois do disco gravado as coisas vão ficar mais fáceis
;)

bom dia todos!
**************

I said...

Bom dia!!!!

Bom dia Lena, Tech !
Bom dia chOURICinho querido!

Muito , muito bons, esses dias no hot! Ahhhhhh.....Também foste os três dias, chOURIÇO? Não me digas...

lena said...

chourica. dormiste bem?

<8)

lena said...

foi este ano e foi no ano passado
;)

chOURIÇO said...

Dormi pouco.

Mas já resolvi o mais importante desta manhã.

lena said...

ainda bem

:)*

lena said...

e o meu entrevistador que chegava às 9 e meia e ainda não deu à costa!
;D

chOURIÇO said...

:)

chOURIÇO said...

Sabes que ele ficou envolvido num jogo que implica bolas e taco...

Se calhar acabou por se distraír...

I said...

Não fui ao coliseu ver os HUMANOS.E não tenho pena nenhuma de não ter ido.
A imagem de António Variações está a ser reabilitada (?), vinte anos depois. Mas eu guardo a que tenho de há vinte anos atrás, quando miuda universitária frequentava a Cister , a pastelaria que fica em frente à academia de ciencias, na rua da escola politecnica. Jantávamos na cantina e depois iamos beber o café na Cister. Pelas onze horas (PM) começavam a chegar os "clientes " do Bairro Alto . Era um Bairro Alto bem diferente do de hoje!Um bairro com gente a morar lá dentro, com estudantes e artistas, noctívagos, boémios...Havia tascas onde se comia por "tuta e meia", capelinhas onde se cantava o fado vadio e peripatéticas nas esquinas.

Quando , pelas onze horas, o António Variações entrava na Cister, todos olhávamos com admiração. Era uma figura e tanto!

Bem , poderia agora dissertar tempos a fio sobre figuras marcantes ...pessoas que com poesia , musica e forma de estar na vida nos tocam e de alguma forma, nos acompanham sempre.

lena said...

:)

I said...

fui interrompida aqui pelas minhas teenagers inconscientes aos pulos e saltos pela casa...ahhhh as fériiiiiasssss....gggrrrrrr.....

mas voltei aqui aos coments pq me apetece acrescentar isto:

O que mais admiro quando interpretas Variações, à capela ou com acompanhamento, é o respeito e a dignidade com que o fazes.

Mesmo que nunca o digas a ninguém , sabe-se de imediato que foram muito amigos, daqueles de verdade.

É por isso que não fui ver HUMANOS. É desumana a forma como se utiliza assim o nome e a imagem de alguém que nem sequer se conheceu, com quem não se privou.Não devia ser permitido.E eu , pensando assim, não pactuo.

I said...

(eu hoje não me calo...mas é só mais isto): Na quinta feira , dia 26 de Maio , quando cantaste "A culpa é da vontade" à capela , foi tão inesperado e tão belo que toda a gente se calou, fez -se um silencio incrivel no hotclube. Penso que as pessoas paratam de respirar durante momentos. Eu parei. Fiquei em apneia durante uns segundos valentes, arrepiada e, depois, só consegui chorar (sem ruído, só com lágrimas, sem som...)

Vês o que fazes às pessoas quando interpretas os teus amigos?

lena said...

:)*

techno25000 said...

I, compreendo perfeitamente o teu ponto de vista. Infelizmente só se dá o devido valor às pessoas quando elas ja não estão entre nós.

Mas o concerto de ontem teve momentos muito bons e quase todos protagonizados pelo Camané.

techno25000 said...

"É desumana a forma como se utiliza assim o nome e a imagem de alguém que nem sequer se conheceu, com quem não se privou"

Dou-te toda a razão I, não foi por acaso que os Humanos transformaram a "A culpa é da vontade" naquele desastre auditivo e rítmico. Não compreenderam a música.

A Lena é a única que consegue transmitir toda a carga emocional presente nessa letra. Ontem só quem conseguiu atingir um pouco desse sentimento foi o Camané.

lena said...

e ele chamava-me Aguinha :)))

dei com uma entrevista muito antiga, na caixa de recortes, já não me lembrava :)))

era tão mas tão querido*)*

na noite dos meus anos, em 83, creio, fui dar-lhe um beijo ao trumps, onde ele se preparava para fazer uma "aparição" &;)

a festa era a preto e branco, e eu tava de branco e rosa, por isso o abel dias (que estava à porta como relações públicas) emprestou-me um casaco preto para eu ir lá abaixo cumprimentar o antónio (era uma prenda de anos, aquele beijo ;D

e eis que desço, espero um bocadito, e aparece-me o antónio vestido de cor de rosa e beige! lindo! os dois de cor de rosa e o ppl todo a preto e branco! lindo!

;D

lena said...

volto a dizer que foram os arranjos que borraram a pintura aos Humanos, assim como o meu disco TU Aqui tb foi um desatre em termos de arranjos (graças aos meus queridos amigos) 8)

resta-me agora o consolo de poder voltar a gravar alguns desses temas, passados que foram todos estes anos

eehhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh!!!!!
vivaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!!!!!! =:D

I said...

era sim, porque era modesto, honesto e nunca perdeu a autenticidade, apesar de excentrico e louco . A poesia dele, porque de poesia se trata, classifica-la-ia se tal me fosse pedido para o fazer como um "falso naif".É que ele era simples ,(apesar de vaidoso com a sua imagem) e complicado, com toda a complicação que o acto de pensar traz às pessoas simples.

techno25000 said...

Flores

Olhei até ficar cansado
De ver os meus olhos no espelho
Chorei por ter despedaçado
As flores que estão no canteiro
Os punhos e os pulsos cortados
E o resto do meu corpo inteiro
Há flores cobrindo o telhado
E embaixo do meu travesseiro
Há flores por todos os lados
Há flores que eu vejo
A dor vai curar essas lástimas
O soro tem gosto de lágrimas
As flores tem cheiro de morte
A dor vai fechar esses cortes
Flores
Flores
As flores de plástico não morrem

Titãs

Ontem também foi tocada esta música. Eles tocaram algumas músicas que diziam ter sido musicas que o António gostava ou simplesmente de músicos que trabalharam com ele. Confirmas Lena? Também tocaram uma do John Lennon e o "This town isn't big enough for the both of us" dos Sparks.

techno25000 said...

Mal posso esperar por esse novo disco Lena!!! :))))))))))))))))))

O "Tu aqui" tá bom Lena, podia-se alterar um arranjo ou outro mas no conjunto tá muito bom. Há uma parte na música "Tu aqui", uma parte instrumental onde aparece, penso que, um orgão (perdoa-me a minha ignorância se não é), bom essa parte retiraria mas no resto do disco deixava ficar tudo.

O que acontece nos cds dessa altura, e é em todos, estrangeiros inclusivé é que o som parece um bocado esquisito. As batidas não são tão fortes. Não sei explicar bem. Em alguns cds parece que as pessoas estão a cantar numa sala com eco e todos os instrumentos fazem eco, e o som é sempre mais baixo do que os cds a partir de 1993. Não sei explicar porquê. Não têm essa sensação?

I said...

Tás de férias chOURIcinho? Cayos? Canárias?Costa Caparica? ...Não dizes nada...hummmm....chouriça moura na costa...querem lá ver? e assim se deixa o nosso são convívio ...

Bem...vou à festa do meu filho, no colégio, encerramento das actividades lectivas...ele é a nuvem !E uma nuvem , nestes tempos de mingua de água, não se pode desprezar!

Até amanhã amigos!

techno25000 said...

Até amanhã I, e desculpa qualquer coisa :)

lena said...

isso das músicas não sei, tech, não sei...

isabelinha, e tu achavas que o chourico não tinha moura na costa?! 8)


voltando à conversa do som, estou muito contente por poder voltar ao estúdio onde gravei o tu aqui, desta vez com os músicos que eu escolhi em vez de uma produção imposta pela editora... :)

um disco com músicos lá dentro! :)))
(como se isso fosse um ganda luxo! ;D

que é! :D



bem, vou regar o quintal
beijinhos

I said...

ó menina Leninha...e a menina nunca ouviu aquele aforismo que reza assim:

Os homens bonitos são como as casas de banho..ou estão ocupados ou então têm "sujidade"...pois conhecendo o chOURIcinho, vendo como é bonito e inteligente jamais restaria qualquer duvida, não é?

rs*!

chOURIÇinho estamos aqui a falar nas tuas costas e tu nada?

ahhhh....

techno25000 said...

?

ALMINHA said...

OLA BOA NOITE LENA

PARA MIM TER ENCONTRADO ESTE BLOG, É UM MOMENTO MUITO ESPECIAL.

OUTRO DIA COMPREI O TEU LIVRO "A-MAR-TE" ,PELA 2ºVEZ AQUI NO PORTO,PARA OFERECER A UMA PESSOA ESPECIAL E NEM ACREDITEI QUE O TINHA VOLTADO A ENCONTRAR, POIS O 1º COMPREI-O NO MERCADO DA RIBEIRA(LX)-NA FEIRA DO LIVRO.

É UM LIVRO MUITO AUTENTICO...MUITO SENTIDO :) FOMOS PARA UM CAFÉ,ABRIMOS O LIVRO E CADA UMA DE NÓS ESCOLHIA UM POEMA E LIA :0)(ESTIVEMOS LA MAIS DE UMA HORA A LER...E FOI TODO DE UMA VEZ..O PESSOAL LA DO CAFE OLHAVA PARA NÓS DE LADO,DEVIAM PENSAR Q ERAMOS TOLINHAS..E EU A MARIMBAR-ME eheheh)

PARA QUANDO UMA ACTUAÇÃO NO PORTO??

ABRAÇO

lena said...

olá, alminha :D

depois de gravar o disco vamos fazer um circuito de auditórios, mas ainda não há datas marcadas

o livro está todo ali em baixo, já viste?

saudades ao porto :)**

chOURIÇO said...

Bons dias.

Lançam-se rumores na minha ausência que, enfim, nem me vou pronunciar sobre eles.

Dia duro pela frente.

Logo se vê.

contraluz said...

fico ansiosa à espera do disco e da actuação aqui pela minha cidade de adopção.

lena said...

já somos duas, contraluz :)



arrasa corações...
;p*

Bord@s said...

Linda ;)***