Sunday, November 10, 2013

"Aqueles que receberam o dom de uma bela voz devem saber que estão
na posse de um grande tesouro graças ao qual podem realizar
maravilhas. Mas os cantores são frequentemente como crianças
demasiado prendadas, não medem o valor do seu talento e,
sobretudo, não reflectem no melhor uso que dele podem fazer.
«Que uso?», perguntareis vós... Arrancar os humanos às suas
preocupações medíocres, mesquinhas, e inspirar neles o desejo de
abraçarem uma vida nova consagrada à beleza e à luz. Então, o
nome desses cantores será inscrito no Livro da Vida: será
anotado nele que eles abriram corações, iluminaram
inteligências, salvaram almas das tribulações e da morte.
Toda a actividade que nasce de uma ideia desinteressada, que é
posta ao serviço de uma causa divina, possui o germe da
imortalidade. Aquele que está consciente desta lei adquire as
verdadeiras riquezas, porque conquistar uma alma para a luz é
superior a tudo."

Omraam Mikhaël Aïvanhov

10 comments:

TipJar said...

Pouco há a dizer, quando a identificação com estas palavras é total.

Obrigado por nos iluminares.

--
Francisco Carrilho

TipJar said...

Desculpem, só mais uma coisa: se puderem, tiverem tempo ou quiserem, procurem ler o trabalho do Eckhart Tolle. Não se irão arrepender!

ramiro said...

O prazer em ouvir-te, surgiu já há muitos anos. Alinhavas alguns acordes na guitarra, tal Melanie, num Parque de Campismo, onde abrisa da tarde, fresca e bem vinda, de cheiro a pinheiro, tornaram tudo tão simples. A voz doce, o olhar meigo faziam advinhar o teu percurso. Hoje a ouvir-te fico feliz por ti.
Um grande obrigado.

Helena said...

não tenho memória de ter alguma vez levado a viola para um qualquer parque de campismo


também não sei o que queres dizer com isso de a brisa ter tornado tudo tão simples


tem sido tudo muito complicado
sempre

ramiro said...

Por vezes,reconheço, também sou atraiçoado pela memória. Relego para prateleiras, onde penso não mais mexer, momentos, sonhos, vontades e outras... mais.

Se levavas a viola, não recordo! Mas, em Sines, lembro-me que muita boa gente tinha viola ( eu não! )...poderia ser uma dessas!?

Mas ficaram as memórias do cheiro do pinhal, da "tal" brisa fresca (quase fria ao fim da tarde), dos amigos que se encontravam de ano a ano e com novas histórias para contar.

Esqueçamos a brisa e o tudo tão simples!

Afinal...tem sido - sempre - tudo muito complicado.

Obrigado pela tua atenção.

Luis Miguel said...

E tu, Lena continuas a iluminar muitas almas e a abrir muitos corações com a tua voz. O teu nome estará com certeza já inscrito algures no Livro da Vida. Deus tocou-te com um dedo nas costas e deu-te o dom de bem cantar e a ele juntou uma voz Divina. Que a luz da tua voz continue ainda acesa por muito e muito tempo.

Luís Miguel

Tiago said...

Leninha, vê este vídeo e revive esta gala fantástica do grande maestro em 93: http://www.youtube.com/watch?v=X46m7fWHxXQ
Bjos

Helena said...

(fui eu quem pôs o video no youtube. e está desfasado :P

bjo :)

E.A. said...
This comment has been removed by the author.
Luís said...

Bom dia Helena! Sou um fã seu e passei para dizer-lhe que adoro o seu trabalho na musica. Confesso que embora na altura eu ainda andasse de fraldas já a ouvia com um grande prazer. Nos dias de hoje continuo a sentir o mesmo prazer quando oiço a sua voz enquanto espero ansiosamente por um concerto seu aqui na zona. Beijos, e tudo de bom para si
:)