Thursday, October 13, 2005

Já não sou quem era

som
1989

22 comments:

zezinho said...

Bom dia Lena.
Nem sempre deixando comentário,mas todos os dias passo por aqui. Vou-te ouvindo sempre com imenso prazer. Ouvindo-te regressam memórias. Boas memórias. Por elas, um sentido obrigado.
Beijo

lena said...

beijo :)

lena said...

bem, hoje apeteceu-me trazer este cá para cima

um bom dia para todos!
:)

AmigaTeatro said...

Linda** =DDD

pedro said...

Olá..gosto muito desta versão..
E como muitos dos portugueses tinha ideia completamente errada, que eram ineditos que nunca tinham sido tocados..
Quando o CD dos Humanos saiu delirei axei lindo...pois sou um grande fã do António Variações. Mas mais bonito agora é ouvir estas músicas cantadas pela Lena D'Água..
Ontem passei o dia a ler o teu Blog(posso tratar-te por tu?..não fiz mais nada..e ainda me faltam ler uns mesitos!
Quando punha a tocar a música Demagogia (e não foi só uma vez)ouvia o meu pai da sala em delirio..eheh :P (ainda por cima é uma música do ano em que nasci)
Quanto à conversa da liberdade, não estava a falar em repressão, estava a falar a nível de mentalidades fechadas..(se bem que ainda hoje em dia...).Mas pronto tens razão..não me soube explicar..

Um beijo
Adoro esta versão

Bárbara Vale-Frias said...

"Já não sou quem era"...? Pois não, hoje estás ainda melhor :)

lena said...

bárbara :)*


claro que podes tratar-me por tu, pedro :)

a próxima a trazer vai ser o adeus que me vou embora, do mesmo álbum
Tu aqui

destes últimos anos tenho apenas registados alguns ensaios do repertório da billie holiday... mas não vejo porque não trazer também uma ou duas dessas canções maravilha :))
(tem é que ser com calma, que a netcabo cobra extras por volume de tráfego internacional, e o sítio onde eu alojo as musicas é dos américas... tem que ser aos poucos

sónia said...

Esta é uma das minhas preferidas!;)
Bejus de Beja

SAM said...

Não

Posso

Começar a pensar

Que depois de uma certa hora

Os pássaros não conseguem voar



Não

Posso

Começar a pensar

Que mesmo neste exato instante

Seu sorriso tende a terminar



Não

Posso

Começar a pensar

Que diante de uma luz radiante

Meu espelho vai se quebrar



Não

Posso

Começar a pensar

Que se eu acho que você está

É porque você não está mais lá



Não

Posso

Começar a pensar

Que todo o alvoroço dos amantes

Cai

Quando

Se pensa em falhar

Os órfãos da tempestade elétrica não se assustam com a possibilidade de errar

Porque da estrada que se afasta pela serra não se pode ver qualquer olhar

E se existem incertezas na luz que se apaga

Esqueça

Não vale mais a pena esperar.

Ãbraço & Beijo Liberário!!

Sam ;-)

sofia said...

Mas que pinta que tu tens, Lena!

techno25000 said...

Olá Lena,

Acho que sim, que podias trazer para aqui umas canções da Billie cantadas por ti.
Aquele concerto no Beer Deck foi excelente :)) Porém se uma certa pessoa não se tivesse esquecido do minidsk em casa e não tivesse chegado atrasado (terei sido eu?) esse concerto tinha sido gravado. Mas tens aí mais umas gravaçõezitas não é? :)

Wilson T said...

Lena. Adorava ouvir-te cantar. Já não te ouço há algum tempo. Adorava-te. Como cantora. Como mulher. És bonita. Tinhas uma forma de cantar magnífica. Onde andas agora. Voltarei aqui.

Salta Pocinhas said...

Vim aqui parar por acaso... Prefiro pensar que foi por sorte!Que delícia, que nostalgia...
Obrigada
Beijinhos

lena said...

:)******

techno25000 said...

É tão bom trabalhar ao Sábado :/

Mas pronto, o que vale é que vou ja saír :))

Bjs e Bom fim de semana!!!!!

henrique doria said...

És tu mesma e outra. Tens de aceitar esta verdade para te aceitares.AH! SLB CARAGO. CARAGO SIM, CARAGO!Beijos.

lena said...

e tu a dares-lhe, ó dória!
as palavras são do variações, não são minhas!
:p



(agora que já não me apaixono como dantes, que já consigo "ver sem me deslumbrar", pelo menos melhor do que nesses anos, lá isso...
;D

um descanso, é o que é!

tu é que sofres basto com a idade que passa, não sofres, ó dória? que raio de fixação! irra!
e a mania de que eu não me aceito! chiça! que m'enervas!
:pppppp



boa semana, pessoas boas!
=;)

alfinete de peito said...

Laura, os nossos parabéns pelo trabalho que fazes neste blog ;)
Nota-se que o fazes com paixão, e isso é determinante para o resultado final!

Beijos, Mercador, Grizo e Tobias

lena said...

obrigada pelo reconhecimento :))

enquanto não posso voltar a cantar vou usando o meu tempo para fazer aquilo que só eu posso fazer ;)


beijos*******:)

Quim Fintas said...

A Lena era um mulherão, era e é, sempre foi a mulher dos meus sonhos. Enquanto os putos da minha idade sonavam com as madonnas e as samanthas fox's eu sonhava com a Lena d'Águas. com o maior respeito, é claro. LENA ÉS UMA MULHER LINDA, UMA DEUSA. AMO-TE ;-)

lena said...

:o)

vitor abuh said...

adoro esta musica do meu cantor preferido....embora n seja seu contemporaneo com mt pena minha...o meu idolo ...O António nao morreu :D